Posts

“Um otimista vê uma oportunidade em cada calamidade. Um pessimista vê uma calamidade em cada oportunidade” Winston Churchill

A realidade de nosso dia-a-dia depende essencialmente de como a encaramos, de como está nosso estado mental e de espírito. Claro que a realidade existe e se desenvolve de maneira independente, mas como interagimos com ela faz toda a diferença para nós e para quem está ao nosso redor.

Dessa forma situações difíceis e problemas que acontecem em nosso cotidiano podem e devem ser encarados de uma nova forma. Esse momento de crise econômica no Brasil é uma ótima oportunidade para exercitar essa mudança de atitude.

Em vez de ficar deprimido pela falta de dinheiro que não está dando para ir ao shopping comprar, ir ao cinema ou almoçar em restaurantes, por que não se entusiasmar em fazer outras atividades que sejam de graça como caminhar pela praia, correr, ou simplesmente conversar com os filhos, o parceiro ou amigos em um lugar bem diferente como a orla da Lagoa da Conceição?  Em vez de ficar brabo pela falta de dinheiro que não está dando para comprar determinado alimento, por que não alegrar-se em experimentar outro mais barato, colocar a criatividade para funcionar e inventar um novo prato? Em vez de ficar triste pela falta de dinheiro que não está dando para colocar gasolina no carro porque não alegrar-se para fazer novas experiências como andar de bicicleta, fazer grupos de carona ou até mesmo enfrentar o ônibus e sentir o que os outros passam todos os dias?

Essa nova atitude em relação à vida depende de pequenas mudanças em nossos pensamentos em nossas ações. Tudo começa em nossa mente, em nosso modo de encarar as situações.  Esse computador poderosíssimo que é nosso cérebro é capaz de encontrar múltiplas respostas para cada dificuldade, mas cabe a nós direcionarmos o pensamento, para o bem ou para o mal.

Assim, sempre que surgir uma dificuldade, pare por um minuto para pensar no assunto.  Não seja impulsivo, ficando brabo no primeiro momento, esbravejar, brigar ou se corroer de raiva ou ódio dentro de si. Pare por um minuto e tente encontrar uma alternativa, tente encontrar um lado bom da situação, ela sempre existe, sempre. Mesmo que a princípio seja difícil, ou que tenha sofrimento, isso também ajudará de alguma forma em nossa evolução.